Veja também

Outono: cuidado com a saúde dos idosos

(Português do Brasil) Os idosos estão entre os grupos que mais sofrem com as alterações climáticas. Nessa época do ano as principais doenças que atingem essa população são as respiratórias, causadas por vírus e alergias. Os idosos sofrem também com as dores reumáticas, que tendem a aumentar nesses meses mais frios.

Acessibilidade: como deixar a casa segura para os idosos

Para manter uma pessoa idosa em segurança, todo cuidado é pouco! Por isso, planejamento é a palavra-chave para possibilitar o maior conforto a um idoso em sua própria casa. Além da preocupação com os móveis, que são a primeira coisa que vêm à mente quando pensamos nos riscos de quedas e acidentes, os tapetes também são um acessório indispensável para o conforto dos idosos, mas que exigem atenção especial.

Amamentar no peito exige preparação e paciência

Embora seja algo da natureza humana, infelizmente esse processo não acontece tão facilmente para todas as mulheres. É necessário conscientização e preparação para o momento onde mãe e filho ganham saúde e fortalecem vínculos afetivos.

Durante a gravidez o corpo da mulher começa a adaptar-se para alimentar outro ser. Mesmo assim, certos procedimentos realizados antes da criança nascer são fundamentais para estimular o aleitamento materno, impedir as rachaduras, preparar os mamilos e evitar o estresse que pode secar o leite. O acompanhamento de um profissional, em domicílio, auxilia nesta preparação e oferece segurança para a amamentação acontecer sem impedimentos. É normal que haja ansiedade, principalmente para as mamães de primeira viagem e o que elas mais precisam é ter por perto pessoas que entendam do assunto para ajudá-las a controlar os horários, a alimentação, como higienizar o peito, entre outros procedimentos que facilitem a prática.

Até os seis meses de vida o leite materno é suficiente para fornecer todos os nutrientes necessários à criança. Por mais que o leite em pó tenha qualidades, jamais irá substituir o alimento natural. Só por isso toda mãe deveria considerar a amamentação obrigatória. A lista de benefícios para a saúde de ambos é extensa. Pesquisas já comprovaram que crianças que mamam no peito apresentam melhor desenvolvimento cognitivo e emocional. Têm sua imunidade aumentada e consequentemente ficam mais resistentes a infecções, alergias e doenças da infância. Ainda faz bem para o intestino do bebê, evita cólicas, anemia e contribui na formação da arcada dentária.

Para as mamães, dar de mamar ajuda a eliminar os quilinhos a mais adquiridos na gravidez, diminui o risco de hemorragias, reduz as chances de terem osteoporose, câncer de ovário e mama.

São tantos motivos benéficos que o aleitamento materno torna-se um ato de responsabilidade. Assim como cuidar do enxoval, preparar-se para a amamentação e ter paciência para vencer os obstáculos que possam surgir, também é um gesto de amor com o filho e consigo mesma!

Imagem destaque: pixabay

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.







Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo