Veja também

Os vilões da alimentação

(Português do Brasil) Em busca da alimentação equilibrada é comum consumirmos produtos que são comercializados ou, popularmente, conhecidos como saudáveis. Porém, sua composição passa longe de ter grandes benefícios.

Como melhorar o torcicolo

(Português do Brasil) Ter episódios de torcicolo durante a vida é algo bem comum, devido a combinação do enfraquecimento da cervical com situações como dormir e sentar de forma errada, praticar exercícios incorretamente e até mesmo por vivenciar situações de muito estresse.

Diferença entre HIV e AIDS

Desde que os primeiros casos de infecção por HIV foram noticiados, em 1982, o desenvolvimento de terapias e o acesso aos meios de prevenção, diagnóstico e tratamento tornaram a infecção uma condição crônica de saúde. Isso permite que, mesmo sendo portadoras do vírus, as pessoas não desenvolvam a doenças aids e tenham uma vida saudável e longa

HIV

O HIV (human immunodeficiency virus) é o vírus que provoca a imunodeficiência humana. Ele ataca o sistema imunológico e deixa o organismo sem defesa contra outras infecções. O principal alvo do vírus é o linfócito T-CD4+, que é um tipo de célula de defesa produzida pela glândula timo. Essa célula é responsável por organizar e comandar a resposta do sistema imunológico, pois consegue memorizar os tipos de micro-organismos que já infectaram o corpo e, assim, pode reconhecê-los e destruí-los.

AIDS

Na medida em que se multiplica e destrói os linfócitos T-CD4+, o vírus HIV vai incapacitando o sistema imunológico da pessoa, permitindo que ela desenvolva outras doenças, que são chamadas de oportunistas. Quando isso acontece é que a pessoa desenvolve a aids.

Ou seja, a diferença entre HIV e AIDS, é que HIV é o vírus que pode provocar a AIDS (Acquired Immune Deficiency Syndrome), que significa síndrome da deficiência imunológica adquirida.

Quando a pessoa é contaminada, passa a ser soropositiva. Porém, muitos soropositivos podem viver anos com o vírus sem desenvolver a doença e ter sinais e sintomas de aids. No entanto, mesmo sem desenvolver a doença, quem tem o vírus HIV pode transmiti-lo para outras pessoas.

As formas de contágio

Fazer sexo vaginal, anal e oral sem usar preservativo;

Receber transfusão de sangue contaminado;

Compartilhar instrumentos perfurocortantes sem esterilizar antes, como seringas e alicates de unha;

Da mãe para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação.

Para evitar a transmissão, recomenda-se o uso de preservativo durante as relações sexuais, a utilização de seringas e agulhas descartáveis e o uso de luvas para manipular feridas e líquidos corporais, bem como testar previamente sangue e hemoderivados para transfusão. Além disso, as mães infectadas pelo vírus (HIV-positivas) devem usar antirretrovirais durante a gestação para prevenir a transmissão vertical e evitar amamentar seus filhos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.







Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo