Veja também

Os benefícios da terapia holística

(Português do Brasil) A compreensão sobre a nossa saúde mudou! Hoje entendemos que além da saúde física, a saúde mental e a emocional são muito importantes. E que todas as áreas da nossa vida estão conectadas, portanto, quando uma não está em equilíbrio, pode afetar a outra.

Você sabe o que é o mieloma múltiplo?

(Português do Brasil) O mieloma múltiplo não é um câncer comum; estima-se que ele afeta 7 a cada 100 mil pessoas. E o pior: os sinais desse tipo de câncer são confundidos com outras doenças. Veja mais:

O direito ao home care: planos de saúde e SUS devem cobrir a assistência domiciliar

20Da mesma forma quem é atendido pelo SUS também pode solicitar esse tipo de assistência, caso o médico justifique tal necessidade.

 

As operadoras de planos de saúde negam o serviço alegando que a internação domiciliar não está prevista na listagem de procedimentos de cobertura obrigatória dos planos de saúde, exigida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS.

 

No entanto, os juízes julgam a negação indevida tomando como base o Código de Defesa do Consumidor. Eles consideram também, que o direito aos serviços domiciliares atende ao próprio Direito à Saúde, previstos na Constituição. Os idosos se enquadram ainda na proteção do Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/03.

Existe, inclusive, a súmula 90, do Tribunal de Justiça de São Paulo, visando auxiliar outros tribunais na interpretação de casos semelhantes com o seguinte texto: Havendo expressa indicação médica para a utilização dos serviços de “home care”, revela-se abusiva a cláusula de exclusão inserida na avença, que não pode prevalecer”

 

O que não faltam são decisões favoráveis aos pacientes que entraram com uma ação. É preciso ficar evidente de que não se trata da vontade do indivíduo e sim de uma indicação, provando que é para preservar a saúde do doente e proporcionar o tratamento adequado. A internação domiciliar deve ser uma continuidade ou substituição dos serviços do hospital, principalmente quando a pessoa fica exposta a riscos.

 

O que fazer então nessas situações?

 

Quando o especialista prescrever a internação em casa, solicite que ele faça um relatório detalhado justificando a necessidade do tratamento em domicílio. Envie ao seu plano de saúde e se houver negativa, não hesite em entrar na justiça.

 

Quem não possui plano de saúde deve saber que existe uma Portaria que garante esse direito a pessoas que necessitam de reabilitação motora, pacientes crônicos sem agravamento ou em situações pós-cirúrgica.

 

Com a documentação médica em mãos, procure inicialmente as secretarias municipais ou Secretaria de Estado da Saúde. Caso tenha o pedido negado, vá até à Defensoria Pública.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.







Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo