Veja também

Dicas da Conceito:
Como montar um piquenique perfeito

Um piquenique é uma maneira maravilhosa de aproveitar o ar livre e passar um tempo de qualidade com amigos e familiares.

A prevenção do HPV é um esforço de saúde pública fundamental e começa efetivamente na adolescência.

A prevenção contra o HPV (Papilomavírus Humano) é crucial e, de fato, deve começar na adolescência.

Misofonia

A misofonia é uma condição na qual a pessoa reage de forma intensa e negativamente a pequenos sons que a maior parte das pessoas não repara ou não dá significado, como o som de mastigar, de tossir ou de simplesmente limpar a garganta, por exemplo.

De acordo com pesquisa realizada pela University of British Columbia, no Canadá, a doença feta 3% de toda a população mundial.

Sons que provocam misofonia
Alguns dos sons mais comuns que provocam o surgimento de sentimentos negativos relacionadas à misofonia são:

Sons provocados pela boca: beber, mastigar, arrotar, beijar, bocejar ou escovar os dentes;

Sons da respiração: roncos, espirros ou respiração ruidosa;

Sons relacionados com a voz: sussurrar, voz anasalada ou uso repetido de palavras;

Sons do ambiente: teclas do teclado, televisão ligada, páginas roçando ou barulho do relógio funcionando;

Sons de animais: cachorro latindo, pássaros voando ou animais bebendo;

Sintomas

Alguns dos sinais mais comuns de pessoas com esta condição surgem após um som específico e incluem:

Ficar mais agitado;

Fugir do local do barulho;

Evitar algumas atividades devido a pequenos barulhos, como não ir comer fora para não ouvir pessoas mastigando;

Reagir de forma exagerada a um barulho simples;

Pedir de forma ofensiva para que o barulho pare.

Tratamento

 Ainda não existe um tratamento específico para a misofonia e, por isso, a condição não tem cura. No entanto, existem algumas terapias que podem ajudar a pessoa a tolerar os sons com mais facilidade, evitando alterações bruscas nas atividades diárias.

Uma dessas terapias é a Terapia de comportamento cognitivo, onde o psicólogo ajuda a pessoa a substituir os sentimentos negativos que sente ao ouvir determinados sons.

Já outras alternativas de tratamento incluem acrescentar outros barulhos no ambiente para disfarçar os sons irritantes ou utilizar tampões de ouvido para reduzir a sensibilidade ao som.

Nos casos mais graves, em que a pessoa continua tendo sentimentos muito negativos, pode ser necessário recorrer a um psiquiatra para tomar remédios para a depressão ou ansiedade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.







Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo